Vice-chanceler da Áustria renuncia após escândalo com contratos governamentais

O vice-chanceler da Áustria, Heinz-Christian Strache, renunciou neste sábado depois que dois jornais alemães publicaram filmagens dele aparentemente oferecendo contratos governamentais lucrativos para uma mulher russa.

De pé diante de jornalistas e câmeras, Strache disse que ele estava sendo “massacrado” pela opinião pública, mas reconheceu que seu comportamento no vídeo foi “estúpido, irresponsável e um erro”.

O escândalo levou à especulação sobre o futuro da coalizão governista entre o Partido da Liberdade anti-imigração de Strache e o Chanceler Sebastian
Partido Popular de centro-direita de Kurz.

Entre os possíveis cenários após a renúncia, Strache pode ser substituído por outro membro do partido ou encerrar a coligação e chamar novas eleições.

Em sua declaração de renúncia, Strache disse que ele estava desistindo para que a coalizão pudesse continuar seu trabalho.

Ontem, o jornal Sueddeutsche Zeitung e o semanário Der Spiegel publicaram vídeos que supostamente mostram Strache oferecendo contratos para uma mulher russa supostamente interessada em investir grandes quantias de dinheiro na Áustria.

No vídeo, cuja fonte os jornais se recusaram a revelar, Strache e o colega de partido Johann Gudenus são ouvidos dizendo à mulher anônima que ela ganharia contratos de construção lucrativos se ela comprasse um jornal e apoiasse o Partido da Liberdade. Fonte: Associated Press

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários