Federer sobe para o 4º lugar do ranking após título em Miami; Osaka lidera na WTA

O título do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos, rendeu bons dividendos a Roger Federer além da conquista de sua 101.ª taça na carreira profissional. O suíço alcançou os 5.590 pontos e retomou a quarta colocação do ranking da ATP, se aproximando também do Top 3. Na atualização da lista da ATP nesta segunda-feira, o ex-número 1 do mundo ultrapassou o austríaco Dominic Thiem e ficou bem perto do alemão Alexander Zverev (menos de 500 pontos), que o havia ultrapassado em Indian Wells.

Como não defende qualquer ponto na temporada de saibro que começa nesta semana – não entrou em quadra neste período no ano passado -, Federer tem grandes chances de subir ainda mais no ranking, já que só aumentará a sua pontuação até o final de Roland Garros, no início de junho. No entanto, terá que ganhar bastante para se aproximar dos dois primeiros colocados da ATP.

Atual número 2 do ranking, o espanhol Rafael Nadal, que não disputou o Masters 1000 de Miami por conta de dores no joelho, tem mais de 3 mil pontos de diferença para o suíço. O líder, o sérvio Novak Djokovic, tem uma diferença confortável para o rival com seus 11.070 pontos.

Derrotado por Federer na decisão, o norte-americano John Isner não defendeu o título de 2018 e caiu da nona para a 10.ª colocação. Quem subiu no Top 10 foi o grego Stefanos Tsitsipas, que saiu da 10.ª para a oitava posição, deixando para trás o argentino Juan Martin del Potro (nono), que segue afastado por causa de uma lesão no joelho.

O jovem canadense Felix Auger-Aliassime, de 18 anos, vai cada vez mais se firmando mais no ranking. Semifinalista do Masters 1000 de Miami, depois de ter saído do qualifying, o vice-campeão do último Rio Open teve a maior ascensão com o ganho de 24 lugares no ranking, sendo agora o número 33 do mundo – a sua melhor marca da carreira.

Entre os brasileiros, o cearense Thiago Monteiro, atual número 1 do país, subiu cinco lugares e agora é o 112.º do mundo. O paulista Rogério Dutra Silva, segundo melhor do Brasil, não se deu bem e acabou perdendo seis colocações, indo para o 158.º posto.

FEMININO – Na atualização do ranking da WTA, nesta segunda-feira, nove das 10 primeiras colocações tiveram mudanças. A exceção foi justamente o posto de número 1, que segue com a japonesa Naomi Osaka. Derrotada na terceira rodada em Miami, ela deu sorte por três rivais que poderiam tirar o seu trono não conseguirem esse objetivo.

Uma delas é a romena Simona Halep, que precisava ser finalista, mas perdeu nas semifinais. Mesmo assim, a campanha rendeu a subida da terceria para a segunda colocação, ultrapassando a checa Petra Kvitova – outra que poderia ser a número 1 se fosse campeã, mas caiu nas quartas de final. A terceira candidata foi a alemã Angelique Kerber, batida nas oitavas.

Quem mais subiu entre as Top 10 foi a checa Karolina Pliskova, que ganhou três posições e é agora a quarta colocada mesmo com a derrota na final em Miami para a australiana Ashleigh Barty. Esta entrou no grupo das dez melhores do mundo, saindo do 11.º para o nono lugar – ultrapassou até a norte-americana Serena Williams, ex-líder que ocupa a 11.ª colocação.

A brasileira Beatriz Haddad Maia, que caiu na última rodada do qualifying em Miami, despencou 25 colocações no ranking – parando na 176.ª posição – por não defender os pontos obtidos com a terceira rodada do torneio na Flórida em 2018.

Confira o ranking da ATP:

1.º – Novak Djokovic (SER) – 11.070 pontos
2.º – Rafael Nadal (ESP) – 8.725
3.º – Alexander Zverev (ALE) – 6.040
4.º – Roger Federer (SUI) – 5.590
5.º – Dominic Thiem (AUT) – 4.765
6.º – Kei Nishikori (JAP) – 4.200
7.º – Kevin Anderson (AFS) – 4.115
8.º – Stefanos Tsitsipas (GRE) – 3.240
9.º – Juan Martín Del Potro (ARG) – 3.225
10.º – John Isner (EUA) – 3.085
11.º – Marin Cilic (CRO) – 3.015
12.º – Karen Khachanov (RUS) – 2.810
13.º – Borna Coric (CRO) – 2.345
14.º – Daniil Medvedev (RUS) – 2.295
15.º – Milos Raonic (CAN) – 2.140
16.º – Marco Cecchinato (ITA) – 2.021
17.º – Nikoloz Basilashvili (GEO) – 1.930
18.º – Fabio Fognini (ITA) – 1.885
19.º – Gaël Monfils (FRA) – 1.875
20.º – Denis Shapovalov (CAN) – 1.820
112.º – Thiago Monteiro (BRA) – 524
158.º – Rogério Dutra Silva (BRA) – 338
225.º – Thomaz Bellucci (BRA) – 216
247.º – Guilherme Clézar (BRA) – 186

Confira o ranking da WTA:

1.ª – Naomi Osaka (JAP) – 6.021 pontos
2.ª – Simona Halep (ROM) – 5.782
3.ª – Petra Kvitova (RCH) – 5.645
4.ª – Karolina Pliskova (RCH) – 5.580
5.ª – Angelique Kerber (ALE) – 5.165
6.ª – Kiki Bertens (HOL) – 5.050
7.ª – Elina Svitolina (UCR) – 5.020
8.ª – Sloane Stephens (EUA) – 4.287
9.ª – Ashleigh Barty (AUS) – 4.275
10.ª – Aryna Sabalenka (BIE) – 3.595
11.ª – Serena Williams (EUA) – 3.461
12.ª – Anastasija Sevastova (LET) – 3.270
13.ª – Caroline Wozniacki (DIN) – 3.117
14.ª – Anett Kontaveit (EST) – 2.845
15.ª – Julia Goerges (ALE) – 2.835
16.ª – Qiang Wang (CHN) – 2.812
17.ª – Elise Mertens (BEL) – 2.800
18.ª – Madison Keys (EUA) – 2.726
19.ª – Garbiñe Muguruza (ESP) – 2.525
20.ª – Carolina Garcia (FRA) – 2.460
176.ª – Beatriz Haddad Maia (BRA) – 333
358.ª – Carolina Alves Meligeni (BRA) – 115
441.ª – Gabriela Cé (BRA) – 69
448.ª – Luisa Stefani (BRA) – 66

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários