Bodinho substitui Ivan em comissão de impeachment contra Atila

A Câmara de Mauá realizou nesta terça-feira (5), o sorteio para definir o novo membro da comissão processante que avalia um dos pedidos de impeachment contra o prefeito afastado, Atila Jacomussi (PSB). Vladimilson Garcia, o Bodinho (PRP), será o substituto de Ivan Stella (Avante) no grupo que avalia a acusação de quebra de decoro.

O sorteio foi realizado durante a primeira sessão ordinária do ano. O primeiro a ser sorteado foi Roberto Rivellino Ferraz, o Professor Betinho (DC), mas declinou da participação, pois seu partido já tem um representante nesta comissão, Silvaldo Gonçalves, o Sinvaldo Carteiro (DC), que preside o grupo. Na sequência o nome de Bodinho acabou sorteado.

Sessão também foi alvo de dois protestos, um sobre falta d’água e outro sobre o passe escolar (Foto: Carlos Carvalho)

“Eu aceito este convite para fazer o melhor papel possível neste grupo e fazer a avaliação correta neste caso. Será um desafio, mas está aceito. Temos que lembrar que ninguém é culpado antes da hora, então vamos avaliar para ver se existe culpa ou não neste caso”, disse o vereador logo após o sorteio.

Com a comissão reconfigurada com Silvaldo, Bodinho e o relator Joelson Alves, o Jotão (PSDB), a partir de amanhã começa a contar os 10 dias para que os advogados de Atila Jacomussi produzam sua defesa e apontem as testemunhas. O prazo termina no dia 19. Este grupo avalia o pedido de impeachment feito por representantes do PT e outras entidades que pedem a cassação do socialista por quebra de decoro devido ao que foi denunciado pela Polícia Federal na operação Trato Feito.

A segunda comissão, oriunda de uma denúncia sobre vacância do cargo, impetrada pelo representante do PSL, Davidson Rodrigues, receberá na próxima quinta-feira (7), o conteúdo da defesa do chefe do Executivo afastado e a lista de testemunhas.

Comissões

Na sessão desta terça-feira, foi definida as configurações das quatro comissões permanentes da Casa. A votação acabou evidenciando o “G14”, grupo formado por vereadores de oposição ao governo interino de Alaíde Damo (MDB), mas que também não fazem mais parte da base que apoiava Atila Jacomussi.

A falta de proporcionalidade entre os partidos também foi alvo de reclamações do vereador Admir Jacomussi (PRP), que não teve seu partido contemplado com uma das 12 vagas, o que também deu razão a análise da nova formação do cenário político do Legislativo mauaense.

Na comissão de Justiça e Redação foram eleitos: o presidente Chiquinho do Zaíra (Avante); o secretário Marcelo Oliveira (PT); e o membro Chico do Judô (Patriota). Na comissão de Finanças e Orçamento foram escolhidos: o presidente Manoel Lopes (DEM); o secretário Professor Betinho (DC); e o membro José Wilson Ferreira Silva, o Melão (PPS).

Os vereadores Pastor José (PSDB), Sinvaldo Carteiro (DC) e Irmão Ozelito (SD) foram eleitos para duas comissões. Na primeira, Educação e Cultura, Ozelito será o presidente, com Sinvaldo como secretário e José como membro. Na comissão de Direitos Humanos, o tucano ficou com a presidência, o vereador do Solidariedade com a secretaria e o legislador da Democracia Cristã como membro.

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários