Fundação Florestan Fernandes insere 21 jovens no mercado

Fundação agora encaminha jovens para seleção de emprego (Foto: Thiago Benedetti)

Mais 21 estudantes de Diadema, integrantes do Programa Jovem Aprendiz, conseguiram entrar no mercado de trabalho. Na última quarta-feira (29),  no auditório da Fundação Florestan Fernandes (FFF), eles receberam carteiras com o registro do primeiro emprego. Em junho, outros 22 jovens de Diadema, entre 14 a 24 anos, também começaram a trabalhar com auxílio do Programa. Em maio deste ano, a instituição passou a encaminhar jovens para seleção de emprego, após receber a certificação do Programa Jovem Aprendiz junto ao Ministério do Trabalho.

A Fundação Florestan Fernandes é a primeira instituição pública de Diadema a receber certificação do Ministério do Trabalho para integrar o Programa Jovem Aprendiz. Com a empregabilidade, os jovens têm garantia de trabalho por dois anos e recebem remuneração com base no salário mínimo. A jornada é de quatro ou seis horas/dia.

Enquanto estão trabalhando, os jovens continuam frequentando o curso de Preparação para o Primeiro Emprego oferecido pela Fundação e também são acompanhados por uma equipe multidisciplinar da escola profissionalizante, composta por psicólogos, professores, educadores sociais e psicopedagogos.

Quando empregam os aprendizes, as empresas conseguem pontos importantes que refletem diretamente nas suas marcas. Entre eles, a chance de contratar pessoas treinadas e motivadas e obter ganhos de imagem por aderir a um programa social. Empresas  registradas no “Simples” que optarem por participar do programa não terão acréscimo na contribuição previdenciária.

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários