Grafiteiros desenham fachada de escola em Diadema

Arte foi feita na Sagrado Coração de Jesus, no bairro Casa Grande (Foto: Adriana Horvath)

O muro da Escola Municipal Sagrado Coração de Jesus, localizada no bairro Casa Grande, em Diadema, foi pintado por quatro grafiteiros reconhecidos mundialmente: o artista italiano Marte Nuclear, que está de passagem pelo Brasil, e o paulistano Alexandre Keto, que se profissionalizou na arte após conhecer o grupo Matéria Rima.

Segundo a diretora da escola, Adriana Oliveira, a ideia veio do MC Joul, fundador e coordenador do Matéria Rima, que passou em frente à escola e percebeu que a pintura anterior, também idealizada pelo grupo, estava desgastada. “Há um déficit cultural muito grande nessa área. Por isso, é importante esse tipo de intervenção. Ela remete à realidade dos alunos daqui, principalmente nessas questões de valorização e identificação com o lugar no qual moram e estudam”, diz.

O trabalho dos grafiteiros Marte Nuclear e Alexandre Keto já era conhecido pelo grupo Matéria Rima, que entrou em contato com eles e propôs a colaboração.

Desde 2013, a escola é uma das 18 da rede municipal atendida pelo Instituto Cultural e Educacional Matéria Rima, responsável por ações destes moldes e atividades de danças urbanas e discotecagem, por meio do Programa Cidade na Escola, que acolhe 1.479 crianças. Na escola, as atividades são realizadas toda quarta-feira, com as turmas do primeiro ao terceiro ano, no contraturno escolar.

A escola também foi vencedora, em 2015, do prêmio Itaú-Unicef, prêmio que dá visibilidade a projetos realizados por escolas públicas que contribuem para a garantia do desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens brasileiros em situação de vulnerabilidade social. Com o dinheiro do prêmio, R$ 125 mil, foi construída uma brinquedoteca e feitas revitalizações na cozinha, sala de leitura e demais áreas da unidade.

Receba diariamente o RD em seu Whatsapp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários