Festival com sabor de chocolate em Ribeirão Pires

No Festival, 15 chalés são dedicados ao chocolate

O Brasil é o 3º mercado no consumo de chocolates no mundo, fica atrás apenas dos Estados Unidos e Alemanha. Segundo dados do Ibope, 72% da população paulista consome o produto. E como resistir ao derivado feito com base em amêndoa fermentada e cacau torrado? Em Ribeirão Pires, durante seis dias, neste fim de semana (28, 29 e 30) e no primeiro de agosto (4, 5 e 6) haverá programação especial para os chocólatras de plantão. O 11º Festival do Chocolate reúne boa música, ambiente agradável e o principal, um cardápio repleto de chocolate em suas mais variadas formas para se lambuzar.

Dos 35 chalés disponibilizados para alimentação do público, 20 são para salgados (almoço, jantar e lanches) e os outros 15 dedicados apenas para sobremesa, com ênfase no chocolate, que pode ser o protagonista ou até mesmo virar acompanhante.

Os chocolateiros aproveitam os dias frios para oferecer o chocolate com frutas, café, sorvete, marshmallow e até com álcool, caso do choconhaque, bebida quente que leva  chocolate derretido com conhaque flambado.

Luciano Timóteo, um dos chocolateiros, acredita em um bom resultado, apesar do festival ter menor duração neste ano. “Me considero como parte do evento, a expectativa é sempre das melhores”,  diz. Produzido com chocolate Harald, o comerciante apresenta os famosinhos, bombons no sabor de Sensação e Ovomaltine, que fazem parte das novidades deste inverno. O chalé de Timóteo é o único com a produção do strogonoff doce, receita que tem cogumelos substituídos por pedaços de chocolate, ganache no lugar do creme de leite, e castanha de caju, nozes e morango para completar o prato. O chocolateiro admite que esse será novamente o carro-chefe do quiosque, pois foi o mais vendido nas outras edições do festival.

O fondue de pipoca e a pororoca gourmet estreiam o milho importado no chalé de Evete Sawada, que também aposta no  café expresso, cappuccino expresso, capuccino expresso, choconhaque, chocolate quente, chococafé e café cremoso.

Evete afirmar que o fondue é o preferido do cardápio, uma exclusividade comercializada no festival. “As pessoas esperam para comer”, diz. A maçã caramelo também integra as inovações, que possui Ovomaltine polvilhado. Segundo Evete, as novidades foram criadas para compensar os dois anos sem o festival. “Quando o festival não acontece por dois anos, o cliente cria mais expectativas”, acredita.

(Colaborou Giullia Micali)

Comentários