SPI Sistemas projeta faturamento de R$ 70 mi com operações em São Caetano  

Instalações da unidade estão em prédio no bairro Cerâmica (Foto: Divulgação)

A empresa de tecnologia SPI Sistemas e Automação Industrial iniciou oficialmente suas operações, nesta quarta-feira (12), em um prédio comercial no bairro Cerâmica, em São Caetano. A expectativa do novo empreendimento, com 175 funcionários, é fechar o ano com faturamento de R$ 70 milhões.

“Não fosse o atual cenário econômico a projeção poderia ser maior, na casa dos R$ 100 milhões”, comenta Marcos Barbosa, presidente da SPI.

Com 25 anos de experiência em implementação de projetos de engenharia com foco em inovação e eficácia operacional, a direção acabou optando pela cidade do ABC, por conta de dificuldades encontradas com a Prefeitura de São Paulo, além de alguns problemas com furtos.

Nas antigas instalações, na Mooca, a empresa também mantinha uma fábrica de painéis, que acabou ficando para trás depois que o foco foi direcionado para o ambiente de engenharia. “Optamos por São Caetano depois que focamos na engenharia e também pela total falta de atenção do poder público, em São Paulo”, disse Barbosa.

O empresário destacou que recebeu todo o apoio necessário por parte da Prefeitura de São Caetano, fator que acabou sendo fundamental para a consolidação da decisão.

A SPI presta serviços para grandes indústrias automotivas e químicas, entre elas General Motors, Ford, Volkswagen, bem como Grupo Votorantim e AkzoNobel. O conjunto de serviços prestados estão diretamente ligados as áreas de engenharia e desenvolvimento de software.

O empresário disse ainda que até o final deste ano pretende trazer para o ABC uma fábrica de dispositivos para robôs que ainda funciona em São Paulo com 25 funcionários. “Precisamos alugar um galpão na região”, conclui Barbosa.

Comentários