Ruas viram depósitos de lixo e entulho no Capuava em Santo André

Parque Capuava apresenta vias com problemas de acúmulo de lixo (Foto: Pedro Diogo)
Rua-Gasconha-Pq-Capuava-foto-Pedro-Diogo
Rua Gasconha abriga grande quantidade de lixo e animais mortos (Foto: Pedro Diogo)

Três ruas do Parque Capuava, em Santo André – travessa Gasconha, rua Luanda e rua Macedônia – transformaram -se em depósito de lixo e entulho. Os moradores dizem que a Prefeitura até recolhe o material despejado nesses pontos, mas no dia seguinte mais lixo é descartado irregularmente.

Das áreas visitadas pelo RD, a que mais chamou atenção foi a travessa Gasconha. Parte da via virou depósito de lixo, entulho e de animais mortos. “Vem gente de fora jogar lixo aqui. De vez em quando uma máquina da Prefeitura vem recolher, mas no local limpo fica um buraco que enche de água em dias de chuva”, comenta Maria Lúcia de Oliveira, dona de casa.

Outra moradora do local, a dona de casa, Rosemeire Couto, disse que o lixo junta rato e moscas. Ela também reclama do mato alto nas calçadas, que obriga as pessoas a andarem na rua.

“Marginais se escondem nesse matagal nas calçadas. A Prefeitura esqueceu desta área”, lamenta, enquanto aponta, no fim da rua, um caminhão abandonado, que acumula água na caçamba em dias de chuva.

O mesmo bairro apresenta outras vias com problemas de acúmulo de lixo. Na rua Luanda, esquina com rua Malaia, havia uma caçamba que servia como lixeira, mas moradores do entorno reclamavam do mau cheiro e o equipamento foi removido. O problema é que continuaram a fazer o descarte ali, em cima do asfalto mesmo. “Sem a caçamba ficou pior porque agora jogam de tudo e fica espalhado”, disse o porteiro José Carlos Ferreira.

O bairro, já formado e que conta com uma via arborizada (avenida das Nações), com pista de caminhada e ciclovia, tem um terceiro ponto irregular de descarte, na rua Macedônia. “Além do lixo, tinha um carro abandonado que foi recolhido depois de atearem fogo. Há também esse caminhão baú largado há um ano”, conta o gerente operacional, Heliton Hiroshi.

Prefeitura

Por meio de nota, a Prefeitura de Santo André respondeu que o serviço de roçagem e capina de calçadas ocorre de acordo com cronograma previamente definido. “A capina da calçada da rua Gasconha está programada para o próximo dia 19”. Sobre os veículos abandonados, “o Departamento de Engenharia de Tráfego (DET) tem conhecimento e, por serem veículos de grande porte, aguarda liberação do pátio para abrigá-los”.

Quanto à coleta de lixo nos pontos citados, o Semasa (Serviço Municipal de Água e Saneamento Ambiental) informa que “todas as ruas mencionadas são atendidas por coleta porta a porta. Próximo dali, há uma Estação de Coleta (Estação Erechim) que abre diariamente até as 19h, inclusive aos domingos e feriados, onde resíduos volumosos e recicláveis podem ser descartados gratuitamente”.

O Semasa explica que a travessa Gasconha é limpa duas vezes por mês, a rua Luanda entre uma e duas vezes a cada 30 dias e a rua Macedônia uma vez ao mês, sendo que a próxima coleta está prevista para esta sexta-feira (15).

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 99927-5496 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários