França renova esperanças de Fernando Alonso na F-1

O espanhol Fernando Alonso só pensa no Grande Prêmio da França desde que não conseguiu ultrapassar seu colega de McLaren Lewis Hamilton, em Indianápolis.

Enquanto Hamilton, de 22 anos, chega a Magny-Cours em busca da terceira vitória e com 10 pontos de vantagem sobre Alonso na liderança, o bicampeão mundial está louco para virar a mesa no domingo.

O duelo entre os dois, amigos fora das pistas mas fortes rivais dentro dela, deu uma nova emoção à temporada conforme eles lutam um com o outro com carros idênticos, deixando a Ferrari para trás.

No GP dos Estados Unidos, os dois McLaren ficaram emparelhados na principal reta, mas Hamilton levou a melhor na prova.

“Era muito difícil ultrapassar, muito difícil seguir qualquer um, então comecei a pensar no Grande Prêmio da França”, disse Alonso a repórteres.

A França, sendo que Magny-Cours vai receber possivelmente pela última vez uma corrida depois de ter perdido uma batalha contra forças econômicas, é onde Alonso considera que a temporada vai realmente começar.

Ele venceu em Magny-Cours com a Renault em 2005 e ficou em segundo no ano passado e em 2004.

“Acho que vou me beneficiar de voltar para a Europa”, disse ele à rádio espanhola Cadena Ser. “Acho que o campeonato começa agora.”

“Disputamos apenas sete corridas, nem metade do campeonato. E agora estou mais confortável do que antes e cheio de confiança de que tudo irá bem a partir de agora.”

Hamilton, primeiro negro a vencer uma corrida, foi mais pragmático.

“Tenho que encarar Magny-Cours como sempre faço. Será muito difícil. Mas trata-se de consistência, então não tenho que vencer. Um segundo ou terceiro lugar seria ótimo”, disse o britânico a repórteres em Londres na semana passada.

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários