Vale: vendas à China podem atingir 100 mi de toneladas

O diretor executivo de finanças e relações com investidores da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD), Fábio Barbosa, não descartou a possibilidade de que a empresa, em breve, atinja a marca de embarque de 100 milhões de toneladas de minério de ferro e pelotas para a China. Nos primeiros nove meses do ano as vendas desses produtos para a China atingiram 70 milhões de toneladas, um crescimento de 22,7% ante igual período do ano passado. Em 2006, a Vale fechou o ano com embarque de 75,7 milhões de toneladas para aquele país. “Estamos caminhando para atingir um embarque de 100 milhões para a China”, disse, acrescentando que essa marca “pode acontecer mais cedo do que se imagina”.

Durante entrevista coletiva à imprensa para comentar o balanço da mineradora no terceiro trimestre deste ano, o executivo afirmou que a produção de minérios de ferro continua forte, bem como a sua demanda. No caso da China, o executivo disse que o país continua apresentando números extraordinários de crescimento. “Nada indica que o crescimento chinês vai desacelerar” disse, comentando ainda que aquele país já conta com reservas internacionais de US$ 1,6 trilhão, aproximadamente. Na avaliação do executivo, os próximos resultados chineses de PIB e produção industrial garantirão uma demanda aquecida para a compra de minério.

Alunorte

Barbosa afirmou ainda que o projeto de expansão da Alunorte está perto da conclusão a partir de 2008. Segundo ele, os planos da Vale são de que a planta industrial possa ser operada em plena capacidade em meados do ano que vem. Isso levaria a planta a uma produção de 6,2 milhões de toneladas anuais de alumina, matéria-prima para a produção de alumínio. Segundo ele, a expansão da planta já está dentro do planejamento da Vale há algum tempo. “A expansão da Alunorte é fundamental”, disse.

Receba diariamente o RD em seu WhatsApp
Envie um WhatsApp para 11 94984-9581 para receber notícias do ABC diariamente em seu celular.

Comentários