Sargento Juliano tem dia D

O prazo estipulado pelo juiz eleitoral Jairo Oliveira Júnior para que o imbróglio judicial envolvendo os vereadores de Santo André Sargento Juliano e José de Araújo, ambos do PMDB, seja resolvido, expira nessa sexta-feira (18).

Os dois parlamentares foram impedidos de tomar posse por causa de uma ação contra Juliano, que teve as contas rejeitadas na época em que presidia a Câmara Municipal. A legislatura andreense, que conta com 21 assentos para o exercício 2013-2016, deve ser preenchida com o fim do deadline.

Dança da cadeira

O suplente de vereador Marcelo Chehade (PSDB) era apontado como um dos beneficiados caso a derrota de Juliano na Justiça fosse consolidada. No ano passado, entretanto, o diretório municipal do PSDB começou a arquitetar a expulsão de Chehade, alegando que o tucano apoiou, veladamente, a candidatura do prefeito Carlos Grana (PT) durante o segundo turno, na contramão de seus correligionários, que ficaram ao lado de Aidan Ravin (PTB).
 

Comentários

Newsletter

Receba diariamente os principais destaques do ABC em seu e-mail

.