Vendas no Dia das Mães podem subir 5%, diz CNDL

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) estima que haverá crescimento de 5% nas vendas do varejo para o Dia das Mães em 2012, na comparação com igual período do ano passado. O número é calculado com base na estimativa de consultas feitas ao banco de dados do SPC Brasil, o Serviço de Proteção ao Crédito, para compras no cheque ou crediário.

O presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, avalia que o cenário econômico está mais favorável ao consumo, com juros menores e inflação sob controle, e que essa combinação promete gerar bons resultados para o varejo.

“Os dados econômicos recentes indicam que a recuperação do crescimento interno mais forte já pode ser visto a partir deste segundo quadrimestre, e isso coincidirá com as vendas do Dia das Mães e todos os incentivos ao consumo adotados pelo governo com medidas fiscais e monetárias”, diz Pellizzaro Junior.

A CNDL estima que o gasto médio com o presente do Dia das Mães deve ficar em torno de R$ 80. A confederação aposta em bons resultados de vendas nos setores de perfumaria, cosméticos, vestuário, calçados, joias, semijoias e eletrodomésticos.

Comentários

Newsletter

Receba diariamente os principais destaques do ABC em seu e-mail

.