Receba nossa newsletter [fechar]

Preencha os campos abaixo para receber diariamente nossas notícias exclusivas.

Nome:

E-mail:



Manifestação em Santo André reuniu 30 mil pessoas


sexta-feira, 21 de junho de 2013 23:39 [Nenhum Comentário]
Enviar para um amigo Imprimir


 

Iara Voros
A manifestação durou cerca de quatro horas e meia, das 17h30 às 21h30, quando os grupos foram se dispersando. (Foto: Rodrigo Lima)

O protesto em Santo André foi o que mais surpreendeu em termos quantitativos. Segundo último levantamento da Polícia Militar, 30 mil pessoas estiveram nas principais avenidas da cidade. O trajeto era para terminar em frente à escola estadual Américo Brasiliense, no entanto, um grupo de cerca de 1,5 mil manifestantes tentou interromper o trânsito sentido avenida dos Estados, sendo necessária intervenção da polícia com gás lacrimogêneo.

Houve muita dificuldade em manter o trajeto original definido pelos organizadores do manifesto junto ao departamento de trânsito local. Para tentar conter e identificar os manifestantes que estavam provocando confusão, os líderes adotaram estratégia de sentar na avenida.

A manifestação durou cerca de quatro horas e meia, das 17h30 às 21h30, quando os grupos foram se dispersando. A motivação do protesto ainda é incerta. Enquanto uns levantavam a bandeira para a revogação do aumento da tarifa de ônibus na cidade e por uma melhor qualidade do transporte público, outros lutavam pelas mais diversas causas como saúde, educação, combate a corrupção, gastos excessivos com a Copa 2014 e a PEC-37.

Para Adélia Cruz, professora de artes da rede estadual, as manifestações devem continuar para honrar a bandeira. "Não podemos continuar aceitando estas reformas bilionárias que não vão para frente, como a da ponte que cedeu na av. dos Estados. Vamos à luta e sempre de maneira pacífica", afirma uma das manifestantes.

Para Henrique Nathan Resende de Assis, de 19 anos, um dos organizadores do protesto, a revogação da tarifa de ônibus deve ser feita e voltar a custar R$ 2,90. "Igualar com a Capital não faz sentido, e tentar enganar o povo com a redução dos vinte centavos não surtirá efeito. Vamos continuar nas ruas", afirma o estudante.

Até o fechamento desta matéria não havia rumores de novos protestos marcados, porém os organizadores pedem para aguardar novidades nos próximos dias.



Compartilhe:
 

Comentários 

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro! Faça seu login clicando aqui.

Nome:

E-mail:

Comentário:

Código segurança:

< Voltar

Publicidade