Receba nossa newsletter [fechar]

Preencha os campos abaixo para receber diariamente nossas notícias exclusivas.

Nome:

E-mail:



Advogada pode ser denunciada por silêncio em depoimento


sexta-feira, 4 de maio de 2012 20:15 [Nenhum Comentário]
Audio
Enviar para um amigo Imprimir


 

Leandro Amaral

Depois de três ausências seguidas, a advogada Rosa Ramos compareceu nesta sexta-feira (4) para prestar depoimento à Polícia. Representante da Construtora Fratta, ela é apontada como uma das extorquidas no suposto esquema de extorsão para liberação de licenças ambientais no Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André).

Rosa, porém, não confirmou e nem desmentiu a especulação. Como advogada, ela recorreu à prerrogativa prevista na Lei Federal 8906, datada de 1994, e não quis prestar depoimento. “O esforço tem que ser conjunto. É isso que eu quero clamar à sociedade. Não vai depender das minhas mãos para que qualquer deslinde seja feito”, disse ao deixar a delegacia.

Horas depois do depoimento de Rosa, o delegado Gilmar Bessa, que preside o inquérito, esteve na Promotoria para traçar ações conjuntas com o promotor Roberto Wider Filho, também debruçado sobre o caso. Após uma hora e meia de conversa, o delegado foi enfático ao avaliar o desdobramento do silencio da testemunha. “O promotor entende que pode caracterizar um crime de falso testemunho. Por isso, vou convocá-la na segunda-feira e vou adverti-la sob pena de responder pelo crime”, observa Bessa, explicando que a prerrogativa utilizada pela advogada “não se caracteriza nessa situação”. “Ele (promotor) vai denunciá-la”, revelou o delegado, em caso de o silêncio se repetir.

Semana intensa

A próxima semana está repleta de oitivas nas três frentes de investigação: CPI, Polícia e Ministério Público. Entre os convocados estão o Diretor Financeiro do Semasa, Nelson de Freitas, que assinou o documento apresentado como prova, no qual o prefeito teria solicitado o expediente de Calixto Antônio Júnior na autarquia mesmo sem o advogado ter cargo público. Calixto é citado como um dos mentores do suposto esquema.
Além de Freitas, é aguardada a presença de Eugênio Voltarelli, ex-funcionário do Semasa e também de Ari Sarzedas, outro ex-integrante da equipe.



Compartilhe:
 

Comentários 

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro! Faça seu login clicando aqui.

Nome:

E-mail:

Comentário:

Código segurança:

< Voltar

Publicidade