Receba nossa newsletter [fechar]

Preencha os campos abaixo para receber diariamente nossas notícias exclusivas.

Nome:

E-mail:



Dinah Zekcer fica e descarta vereança


quinta-feira, 5 de abril de 2012 17:24 [Nenhum Comentário]
Enviar para um amigo Imprimir


 

Leandro Amaral
Vice-prefeita deixará secretaria de governo só em junho / Foto: Marciel Peres

A vice-prefeita de Santo André, Dinah Zekcer (PTB), não irá se desincompatibilizar da secretaria de Governo até sábado, conforme prevê a legislação eleitoral. Com isso ela fecha as portas para um possível retorno à Câmara Municipal, como se especulava nos bastidores.

Em reunião na maior parte do tempo nesta quinta (5), ela evitou atender a imprensa. Porém o marido dela, vereador Israel Zekcer (PTB), confirmou que ela só deixará o secretariado em junho, a quatro meses da eleição. Assim, ou ela será mantida como vice na chapa sucessória do atual prefeito Aidan Ravin (PTB), ou não disputará nenhum cargo eletivo.

“Foi a melhor estratégia. Ela desenvolve um trabalho importante e não precisa sair agora”, disse Israel, ao entoar o discurso da manutenção da dobrada puro sangue. “Ela deve ser mantida (como vice) porque não se mexe em time que está ganhando”.

A especulação em torno da vice-prefeita ganhou força nos últimos tempos devido à aproximação entre o Paço e o comando do PSDB local. A iminente aliança, se ratificada, envolveria a composição majoritária, na qual Aidan cederia o posto de vice a um tucano.

Com o dia do “fico”, Dinah aposta todas as fichas na estadia majoritária. Caso contrário, restará apoiar a reeleição de Aidan com outro vice e inflar o nome do marido para a reeleição no Legislativo.

Saídas

Para aumentar a tensão sobre o nome do vice da chapa governista, nesta quinta foi confirmada a exoneração da secretária de Educação, Cleide Bochixio. Tida como um dos melhor “quadros” técnicos do atual governo, ela se desincompatibilizou do cargo para estrategicamente estar “à disposição” do Paço.

Filiada no PSDB, ela é uma das cotadas para compor a chapa, caso se materialize a chapa trabalhista-tucana. Porém, ela pode enveredar também pelo caminho Legislativo.
Além dela, foram exonerados para pleitear a eleição de outubro o secretário de Inclusão, padre Antonio Francisco Silva; os ex-vereadores Luiz Zacarias, Marcos Medeiros, Itamar Fernandes e Aírton Bíscaro, que estavam como assessores do chefe do Executivo; Edson Sardano, suplente na atual legislatura e que concorrerá novamente ao cargo de vereador; Celinho dos Santos (Diretor de Tributos), Silvia Sanches (coordenadora de programa ligada ao Sabina, Parque Escola do Conhecimento) e o ex-secretário de Saúde, Leonardo Carlos de Oliveira, que estava como coordenador de programa, cargo subordinado ao gabinete do prefeito.

Nesta quarta, o secretário adjunto de Cultura, Pedrinho Bottaro, já havia realizado a movimentação.

PSDB

Tido como celeiro do próximo vice de Aidan, o PSDB tem três nomes que aparecem em todas as bolsas de apostas. Além da ex-secretária Cleide, figuram nos bastidores o presidente da sigla, Ricardo Torres e o vereador Marcos da Farmácia.



Compartilhe:
 

Comentários 

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro! Faça seu login clicando aqui.

Nome:

E-mail:

Comentário:

Código segurança:

< Voltar

Publicidade